sexta-feira, 11 de julho de 2014

Israel e Palestina: 5 feridos de um lado, 101 mortos e 700 feridos do outro


No momento em que escrevo, Israel tem apenas 5 feridos até o momento e 0 mortos. Os palestinos já têm 101 mortos e mais de 700 feridos. Tudo isso em apenas 4 dias. Esse número está crescendo a cada hora e à noite, provavelmente, estes números já estarão defasados.

Segundo o governo de Israel, mais de 1000 alvos já foram atingidos na Faixa de Gaza. A justificativa para os ataques é o lançamento de mais de 500 foguetes contra israel feitos pelos grupos Hamas, Jihad islâmica e outros. O Hamas controla hoje a Faixa de Gaza, uma das duas regiões que compõem a Palestina.

Israel tem exército, marinha e aeronáutica, armas nucleares, escudo anti-mísseis e apoio financeiro e militar do país mais poderoso do mundo, os EUA. Os Palestinos não têm exército, escudos anti-mísseis e muito menos o mesmo apoio de uma potência militar como Israel tem. 

É uma luta de Davi contra Golias, mas desta vez o judeu é o Golias e não o pequeno Davi, como na história bíblica.

Ontem li que cerca de 2/3 dos mortos na Palestina são civis, ou seja, de cada 3 que estão sendo assassinados por Israel, 2 eram inocentes. Isso porque Israel não liga se ao lado do alvo que precisam bombardear moram inocentes. Éazar deles se não saírem de casa.

Segundo o que noticiou a imprensa, antes de bombardear um local, o serviço secreto de Israel, o Shin Bet, telefona para as casas dos moradores do local cerca de 4 minutos antes, para avisá-los que a área será bombardeada e que eles devem sair de casa imediatamente.

Só que muitos acabam não saindo de casa e acabam assassinados. Talvez estivessem dormindo e não quiseram atender o telefone, talvez estivessem no banheiro, talvez o telefone estivesse mudo, enfim, as razões são o que menos importa depois que seus corpos estiverem esquartejados nos escombros de suas casas.

O governo de Israel diz que só vai parar os ataques quando o Hamas e a Jihad islâmica pararem de lançar foguetes contra Israel. É de se esperar que o Hamas também não vai parar de lançar foguetes enquanto Israel não parar de massacrar os Palestinos.

Então chegamos a um impasse seríssimo.

Como se não bastasse o massacre causado pelos bombardeios aéreos e pela marinha, Israel planeja invadir a faixa de Gaza por terra e já fez a convocação de 40 mil reservistas para isso. Da última vez que invadiram a faixa de Gaza por terra, 1400 palestinos foram assassinados.

Os países que são aliados dos americanos podem cometer todo tipo de crime contra a humanidade e ninguém fará nada para impedí-los e muito menos condená-los. Se em vez de aliado, Israel fosse um país inimigo dos EUA, veríamos os EUA, a ONU e a União européia dando declarações fortíssimas e muito irritadas contra o país, exigindo que respeitem os direitos humanos e que parem de cometer crimes de guerra. Mas como o crime é cometido por um amigo, ficam apenas pedindo moderação de ambas as partes.

Abaixo um vídeo de apenas um desses tantos bombardeios contra os palestinos.

video



_____________________________________________

Se gostou deste tema. Leia Também

O terrorismo do Hamas parece brincadeira perto do que Israel faz
O exército de Israel lançou 160 ataques aéreos na Faixa de Gaza no início desta quarta-feira (09/07), cobrando a vida de mais nove palestinos. De acordo com fontes médicas, como o ... Mais informações »
Cartunista Carlos Latuff retrata o massacre cometido por Israel na Faixa de Gaza
O cartunista brasileiro Carlos Latuff, numa série de charges, está retratando sua visão sobre a situação caótica na qual se encontra a Palestina: Mais informações »
Israel convoca 40 mil reservistas para atacar a faixa de gaza
O governo de Israel autorizou nesta terça-feira (08/07) que o Exército convoque 40 mil reservistas para o caso de uma operação terrestre na Faixa de Gaza, informou a imprensa israelense... Mais informações »

0 comentários:

Postar um comentário