terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Rodrigo Constantino da Veja levando "couro" de Ciro Gomes num debate


Após a surra levada pelo Diogo Mainard, ex-colunista da revista Veja, dada pela dona da rede de lojas Magazine Luíza, voltou a ser divulgado nas redes sociais um debate ocorrido em 2008 entre o Ciro Gomes e o Rodrigo Constantino, que há alguns meses tornou-se colunista da Veja.

O cara é massacrado no debate pelo Ciro Gomes. Contemplem o despreparo de mais um colunista da Veja. Ele é daqueles defensores do "Estado mínimo", ou seja, quer um Estado menor ainda, como se já não tivéssemos um Estado pequeno o suficiente. Já vivemos no Estado mínimo: mínimo investimento em educação pública, mínimo investimento em saúde pública e máximo investimento no pagamento da dívida pública, usando quase 50% dos impostos recolhidos anualmente para pagar essa dívida.

Só o que não gostei no debate é que o Ciro Gomes mal deixou o Constantino falar, o que deveria ter feito mais. Nada melhor do que deixar o oponente do debate falar bastante. Quando ele é despreparado, ele mesmo se queima. Apesar de o Ciro ter dado uma de Silas Malafaia debatendo com a Marília Gabriela, o debate é imperdível.


_____________________________________________

Se gostou deste tema. Leia Também

Convidado do programa Manhattan Connection desmonta preconceitos contra os nordestinos
Um dia após as eleições, o comentarista do programa Manhattan Connection, Diogo Mainard xingou o nordeste chamando-o de atrasado, bovino, retrógrado, submisso ao governo Mais informações »
Quando um comentarista "sabe-tudo" debate com alguém inteligente
O comentarista Diogo Mainard, que mora em Veneza na Itália, se declarou como a "personificação do copo vazio", ou seja, o grande pessimista. Disse que o Brasil vive numa crise do Varejo... Mais informações »
Video: Protesto pedindo impeachment da Dilma - show de bizarrices
No último sábado, 1 de novembro, um grupo que possuía entre 1000 e 2000 pessoas fez um protesto na Avenida Paulista em São Paulo, pedindo o impeachment da presidente reeleita... Mais informações »
Video: Rafinha Bastos tira sarro de Lobão por não sair do Brasil após vitória de Dilma
O músico Lobão disse, durante a campanha eleitoral, que se a Dilma vencesse as eleições, iria embora do Brasil. A partir daí surgiu uma grande torcida entre os partidários... Mais informações »

7 comentários:

  1. Onde posso encontrar o debate completo? Esse debate aí tá meio resumido. Tem onde eu encontrar ele completo?

    ResponderExcluir
  2. Não consegui achar ele completo. Creio que resumiram, porque há outro homem na mesa que é um pesquisador da área de meteorologia alagoano, o Molion. Como a discussão que ele leva é sobre o aquecimento global, isso não acrescentaria ao debate entre o Constantino e o Ciro Gomes. Creio que os cortes foram principalmente pelas falas dele.

    ResponderExcluir
  3. Não vi "couro" nenhum, o que eu vi foi um sujeito muito inteligente (Ciro Gomes) tentando ganhar no grito, como ele é macaco velho foi isso que ficou parecendo, quando na verdade ele deixou questões não resolvidas no discurso dele, defende que não devemos reduzir gasto público jogando a culpa no pagamento dos juros da dívida, fica parecendo que ele quer dar um calote, o Constantino não defende investimento mínimo em educação, saúde etc, e estado mínimo a que ele defende é de intervencionismo mínimo do estado na economia do país. enfim parece que o autor deste artigo sequer sabe o é ser liberal.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enfim alguem entendeu o debate.

      Excluir
    2. Nãoo vi ninguém ganhar no grito, quer ver ele demonstrar ainda mais maestria vide http://youtu.be/RHi8JqkoGOo

      Excluir
  4. Excelente oportunidade para confrontar o discurso subjetivo e abstrato, seguindo a regra do fale bonito e não diga nada, com o objetivo e concreto, lastreado, portanto, na realidade fática. Em que pese muitos atingirem múltiplos orgasmos com insossas teorias, mas que a excelência do mundo dos fatos não os levem a um simples estado de ereção.

    ResponderExcluir
  5. O estado mínimo pretendido por esse "economista" inclui, inclusive, a privatização do Judiciário. Macaco velho pra mim é experiência. Nem por ilação é possível entender que Ciro teria sugerido dar calote em dívida. Reduzir o tamanho da tal máquina pública induz dizer em redução de pessoal, por óbvio; nesse caso, indaga-se: servidor público, portanto, concursado, pode ser simplesmente dispensado?

    ResponderExcluir