sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Reportagem "Homens de pedra - Vítimas da escravidão" ganha prêmio nacional de jornalismo


A TV Pajuçara de Alagoas exibiu, em fevereiro deste ano, uma série de reportagens sobre o trabalho análogo à escravidão em pedreiras do interior de Alagoas. 

São mostrados trabalhadores sob o sol forte, passando todo o dia quebrando pedras sem qualquer tipo de equipamento de proteção e sem quaisquer direitos trabalhistas. Não fornecem comida, nem água aos trabalhadores. A água que eles bebem vêm de uma cacimba, com uma água bem suja. "Pior é nada. Pelo menos a gente ganhando, nós estamos comendo", diz um dos trabalhadores.

São vistos seres humanos trabalhando de maneira muito degradante. Um trabalho bastante exaustivo, que é suficiente apenas para eles sobreviverem. A reportagem mostra a que nível pode chegar a busca pelo lucro de algumas pessoas, que exploram ao extremo pessoas que vivem na miséria.

Segundo o repórter Thiago Correia, em apenas 3 dias, encontraram mais de 50 pedreiras clandestinas.

Eles trabalham nesses locais numa rotina exaustiva, vulneráveis a vários riscos de acidentes de trabalho, que são comuns nesses locais e em troca de todo o esforço recebem quantias miseráveis.

Essa reportagem ganhou nesta quinta-feira, 6 de novembro, o prêmio BNB de jornalismo (um prêmio nacional), na categoria telejornalismo regional. A conquista é mais do que merecida, pois o trabalho ficou excelente, como poderão constatar nos vídeos abaixo:


1a parte - conheça a rotina da maior pedreira clandestina de Alagoas


O vídeo acima foi publicado originalmente neste link:



2a parte - "Terra da Liberdade" esconde maior pedreira clandestina de Alagoas:


O vídeo acima foi publicado originalmente neste link:


3a parte - Pedreira clandestina vira 'Serra Pelada' alagoana e atrai 'operários'


O vídeo acima foi publicado originalmente neste link:


4a parte - atravessadores lucram com trabalho escravo



O vídeo acima foi publicado originalmente neste link:


0 comentários:

Postar um comentário